As pressões dos outros sobre nós e das nossos bebés

20:15:00



Ontem foi a consulta dos 18 meses da S. no pediatra. Tudo previsto para uma consulta normal de rotina: peso, medidas, hábitos alimentares...

Mas a partir do momento que "informei" algumas pessoas, até ao momento da consulta, deixou de ser uma consulta normal.

Passo a explicar. Como já referi a S. tem 18 meses. As palavras que ela diz é mamã, papá, papa, e imita os sons de alguns animais. Devo referir que ela percebe praticamente tudo o que lhe dizemos.

Mal eu comentei sobre a consulta e da minha pequena dúvida se a S. não deveria prenunciar mais algumas palavras, visto que estávamos sempre a incentivar, permitiram-me ouvir os seus conselhos sábios:  "Não é normal ela não dizer mais palavras"..."Se fosse a ti, perguntava se a menina tem algum atraso na fala"..."O meu X já dizia isto, isto e isto"..."A filha da X teve que ir para a terapia da fala e falava assim como a tua"..."A sério que ainda não te informaste sobre essa questão?"..."Uma mãe deve estar sempre informada, não deve ter esse tipo de dúvidas, vê na net"

Ora bem, até ao momento da consulta andei apreensiva. Vi alguns artigos na internet, mas uns afirmavam ser normal e outros nem por isso.

Durante a pesagem da S. fiz a questão sobre o número de palavras que ela dizia e se era "normal". O pediatra olhou para mim, percebendo que não era bem eu a fazer aquela pergunta.

-Mamã, a sua filha está mais desenvolvida do que pensa. Todas as crianças são diferentes e o "normal" para uns não é o "normal" para outros. A sua filha é saudável, está linda e já vi que tem uma mamã dedicada e que a ama muito. O único atraso que vejo aqui, se me permite, é na cabeça das pessoas que acham que sabem muito e em vez de ajudarem, só deixam as mães de primeira viagem apreensivas e psicóticas. Vá descansada mamã!

Confesso, que quando saí da consulta tive vontade de aniquilar todas as pessoas que me encheram de ideias negativas. Tiraram-me o sono e deixaram-me preocupada, em vez de me partilharem a experiência delas e darem aquelas palavras de conforto... "VAI CORRER TUDO BEM! Mas pergunta pelo sim pelo não ao pediatra mas com o meu filho foi assim, assim, assim."

Hoje, percebo que num mundo de mamãs, nem sempre existe a intenção de ajudar, mas sim a intenção de criticar, afirmar que os filhos delas são melhores que os outros...

Todas as crianças são diferentes! Por isso, se alguma mãe se identificar comigo nesta situação, não desesperem, por aquilo que dizem dos vossos filhos de forma negativa ou comparativa aos filhos dessas pessoas.  Existem pediatras para isso mesmo, para nos ajudar e aconselhar. Ou então, mamãs de bom coração que nos dão uma palavra positiva e amiga mas logo de seguida uma palavra de conforto.

A opinião dos outros pode influenciar negativamente a nossa posição como mães. Nunca permitam isso! Nós devemos partilhar a nossa experiência mas nunca criticar a maneira como as outras mamãs criam os filhos ou questionar o quanto elas se preocupam com eles!!!

Desculpem o desabafo

A Mãe Online

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe